Menu
Filiada à:
Menu

Histórico

  • História
  • Marcos da SBGG
  • Congressos Brasileiros
  • Estaduais
  • Presidentes e 2º vice-presidentes

História

Estimulados por um Projeto de Lei do Senado Federal de 1954, referente à geriatria, um grupo de profissionais organizou-se para criar uma instituição brasileira dedicada ao estudo da geriatria e da gerontologia. Foi importante que esse grupo mantivesse estreito vínculo com a Universidade: isso fez com que a geriatria brasileira rapidamente se tornasse forte e respeitada. O primeiro evento foi organizado pelo professor Israel Bonomo, docente da Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil (atual Faculdade de Medicina da UFRJ). Nos dias 13, 14 e 15 de maio de 1957, modestamente denominado Mesa Redonda sobre GERONTOLOGIA, ele foi realizado na Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. A programação compunha-se de palestras de 20 minutos, nas quais cada especialista falava sobre as diferenças no funcionamento dos vários aparelhos e sistemas do corpo humano determinadas pelo processo de envelhecimento. Foi um sucesso, com o auditório lotado durante os três dias!

Temendo que a especialidade permanecesse elitizada – porém cientes da necessidade da sua integração com a universidade-, três médicos tomaram a iniciativa de fundar a Sociedade Brasileira de Geriatria (SBG): Roberto Segadas Viana, Abrahão Isaac Waisman e Paulo Uchoa Cavalcanti, nomeando para o cargo de Presidente o Prof. Dr. Deolindo Couto. Assim, no dia 3 de julho de 1961 tomou posse a 1ª Diretoria da atual SBGG, eleita para o período de 1961-1962, como noticiada na Revista Manchete de 22 de julho de 1961.

Ganhando espaço e reconhecimento na mídia, no dia 9 de setembro de 1961, o Prof. Dr. Peregrino Júnior, ao assumir a Presidência da SBG devido à viagem à Europa do Prof. Dr. Deolindo Couto, escreve um quarto de página no Jornal do Brasil usando o título Da arte difícil de reconhecer a velhice. Ciência nova para gente antiga.

Posteriormente, o Jornal Brasileiro de Medicina publica os temas Problemas de Medicina Geriátrica e Problemas de Cirurgia Geriátrica em suas edições dos meses de janeiro e fevereiro de 1962, respectivamente.

Mantendo o vínculo universitário, a SBG patrocinou o Curso de Extensão denominado Problemas de Medicina Geriátrica, na Universidade do Brasil. Realizado às segundas, quartas e sextas-feiras do mês de agosto de 1962, as aulas eram repetidas em outros dias, por vezes mudando o palestrante.

Houve certo esfriamento das atividades da SBG nos anos de 1963 e 1964, com o falecimento de um de seus maiores entusiastas, o Dr. Roberto Segadas. A situação muda com a eleição da 2ª diretoria, em 08 de setembro de 1965. A SBG expande-se para além do Rio de Janeiro. De 1 a 5 de outubro de 1967, a (atualmente denominada) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), através do Prof. Álvaro Barcellos Ferreira, convida a SBG para, juntas, realizarem na sua Faculdade de Medicina as primeiras Jornadas Brasileiro-Argentinas de Geriatria e Gerontologia. Essa gloriosa experiência permitiu que a SBG desse um salto mais alto, fundando a sua primeira Seção Estadual, a SBG-RS, no Rio Grande do Sul.

Para implementar o atendimento integral à pessoa idosa, havia necessidade de incorporar outras categorias profissionais além dos médicos. Com esse objetivo, realizou-se um Simpósio sobre Geriatria na Academia Nacional de Farmácia e um Curso de Iniciação em Gerontologia no Hospital São Francisco de Assis da UFRJ. Os médicos apresentaram a Geriatria para os futuros colegas gerontólogos e vice-versa. Foi assim estabelecido o primeiro elo entre a Geriatria e a Gerontologia no âmbito da Sociedade.

Com esse fortalecimento da multidisciplinaridade, realizou-se o I Congresso Nacional de Geriatria e Gerontologia, entre 28 a 31 de maio de 1969. Nessa ocasião, a SBG já estava na sua 3ª Diretoria e a área “Gerontologia” foi então incorporada, passando a Sociedade a aceitar profissionais das demais categorias envolvidas com o envelhecimento, e a usar a sigla de hoje, SBGG.

Até então, a SBGG não tinha sede e as atividades administrativas aconteciam nos consultórios e residências dos membros da Diretoria. Somente no início da década de 70, a Sociedade passou a utilizar a Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro para arquivar a sua documentação. 

No final dos anos 60, ocorre um fato muito marcante: a SBGG é autorizada a realizar os concursos e a expedir os Títulos de Especialista em Geriatria e Gerontologia, tornando-se um Departamento da AMB. Foi o Dr. Frederico Alberto de Azevedo Gomes o primeiro a receber o Título de Especialista, em 1º de outubro de 1969.

Confiante e embalada pelo espírito acadêmico, a Diretoria da SBGG lançou o primeiro número da Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia (RBGG), tendo como seu fundador e diretor responsável o Dr. Gilberto Avena. A tiragem inicial de 1.500 exemplares mostrou-se insuficiente: outras 1.000 revistas foram impressas para atender aos associados, faculdades de medicina, asilos e diversas instituições internacionais. Essa revista foi um importante veículo de divulgação e promoção da SBGG. A partir de então, os geriatras e gerontólogos brasileiros, bem como todos os membros da SBGG, começaram a ser chamados a participar de eventos em várias partes do mundo.

Infelizmente, a publicação da RBGG foi suspensa porque não se conseguiu patrocínio para a edição dos números seguintes,. Sem se deixar abater, o próprio Dr. Gilberto Avena se junta a um outro guerreiro, Dr. Abrahão Isaac Waisman, e, com entusiasmo redobrado, fazem ressurgir a revista em 1975, com editorial do Prof. Dr. Álvaro Barcellos Ferreira.

Em 1977, Dr. Frederico Alberto de Azevedo Gomes propôs a criação de nova publicação, os Anais Brasileiros de Geriatria e Gerontologia. A SBGG conseguiu publicar quatro números; porém, a exemplo da tentativa anterior, foi suspensa por falta de patrocínio. Um contrato com o laboratório Aché garantiu a publicação da revista Geriatria em Síntese entre os anos de 1982 a 1988.

Desde outubro de 2007, a SBGG vem publicando a Revista G&G., órgão oficial de divulgação científica da Sociedade. Trata-se da revista de maior circulação na área da Geriatria e Gerontologia, com edições trimestrais, tiragem de 2 mil exemplares e indexada na base de dados LATINDEX (Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal). Seu corpo editorial é composto por geriatras e gerontólogos de renome.

O desenvolvimento da SBGG e de outras sociedades de Geriatria e Gerontologia na América Latina estimulou a fundação daFederação Latino-Americana das Sociedades de Geriatria e Gerontologia, tendo como membros as sociedades argentina, brasileira, uruguaia e venezuelana (em ordem alfabética, como faziam questão de se apresentarem).

Pela seriedade e competência como era conduzida, a SBGG logo foi reconhecida e nossos representantes eram convidados a participar de eventos mundo afora. Assim, com o sucesso já consagrado, os profissionais das gerações seguintes, interessados no envelhecimento em suas múltiplas áreas, encontraram campo fértil para o desenvolvimento da Geriatria e da Gerontologia. E continuamos crescendo! Atualmente, a SBGG possui 18 Seções Estaduais, cerca de 2.700 associados e múltiplos trabalhos publicados, tanto nacionais quanto internacionais.

A dedicação de todos permitiu que, em 2002, fosse comprada a tão sonhada sede própria, na cidade do Rio de Janeiro, onde aSBGG tem seu domicílio, foro jurídico e sede administrativo-financeira. Dessa forma, a História não mais se extraviará nas constantes mudanças. Em setembro de 2011, nova mudança para uma sede bem mais ampla e belamente decorada.

Simultaneamente ao desenvolvimento técnico e científico da SBGG, o interesse pela área do envelhecimento cresceu no país e muitos dos membros da Sociedade conseguiram criar cursos de formação em Geriatria e Gerontologia em diversas universidades e hospitais da rede pública e privada.

Em junho de 2005, a SBGG realizou na cidade do Rio de Janeiro o 18º Congresso Mundial de Gerontologia, tendo o seu ex-presidente, Dr. Renato Maia Guimarães, assumido por 4 anos a Presidência da Associação Internacional de Gerontologia e Geriatria (IAGG).

Os Congressos Brasileiros de Geriatria e Gerontologia (CBGG) são o mais importante evento nacional nessas áreas de especialidade, espaço privilegiado para a atualização profissional e a promoção de discussões científicas sobre o processo de envelhecimento e suas repercussões sociais na saúde da população brasileira. O Congresso é promovido pela SBGG a cada dois anos e o último deles (o 18º) ocorreu em maio de 2012, no Rio de Janeiro/RJ. O 19º CBGG será realizado em Belém, entre 29 de abril e 3 de maio de 2014.

Através das suas Seções Estaduais, a SBGG se faz representar nos Conselhos Municipais e Estaduais do Idoso e, através de sua Diretoria Nacional, nos Ministérios da Saúde, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Educação e da Justiça. Com essa representação estendida, a Geriatria passou a ser incluída em concursos públicos.

As Diretorias Nacional e Estaduais da SBGG têm reivindicado, sistematicamente, maior tempo de consulta nos ambulatórios públicos com atendimento às pessoas idosas. Após longa batalha, em 2012 foi, afinal, aprovada a mudança do porte da AGA (Avaliação Geriátrica Ampla), da categoria 1A para 2B na Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM).

Congressos Brasileiros

XX Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 8 a 11 de Junho de 2016
  • Centro de Evenros do Ceará – Fortaleza – CE
  • Presidente: Dr. João Bastos Freire Neto

XIX Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 29 de abril a 03 de maio de 2014
  • Centro de Convenções Hangar – Belém – PA
  • A Nova Geração de Idosos e os Desafios Contemporâneos”
  • Presidente: Dra. Nezilour Lobato Rodrigues

XVIII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 22 a 25 de maio de 2012
  • Rio de Janeiro – RJ
  • Envelhecimento: Oportunidades, desafios e conquistas
  • Presidente: Dra. Silvia Regina Mendes Pereira

XVII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 28 a 31 de julho de 2010
  • Belo Horizonte – MG
  • Envelhecimento: Funcionalidade, Participação, Sustentabilidade
  • Presidente: Dr. João Carlos Barbosa Machado

XVI Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 04 a 07 de junho de 2008
  • Porto Alegre – RS
  • Envelhecimento & Bem Estar
  • Presidente: Dra. Marianela Heckman

XV Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 06 a 09 de junho de 2006
  • Goiânia – GO
  • Envelhecimento com Dignidade: Tecnologia e Humanismo
  • Presidente: Dra. Elisa Franco de Assis

XIV Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 08 a 11 de junho de 2004
  • Salvador – BA
  • Envelhecimento Ativo: Enfrentando Fragilidades, resgatando competências
  • Presidente: Dr. Adriano Gordilho

XIII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 19 a 22 de junho de 2002
  • Rio de Janeiro – RJ
  • Contradições do Envelhecer no Brasil: Tecnologia e Carências
  • Presidente: Dra. Elizabete Viana de Freitas

XII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 21 a 24 de junho de 2000
  • Brasília – DF
  • Século XXI: Envelhecimento, Tecnologia e Ética
  • Presidente: Dr. Renato Maia Guimarães

XI Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 05 a 09 dezembro de 1997
  • Rio de Janeiro – RJ
  • Século XXI: Envelhecimento, Tecnologia e Ética
  • Presidente:: Dr. Norton Sayeg

X Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 24 a 29 de setembro de 1994
  • Belo Horizonte – MG
  • Presidente: Dr. Flávio Aluízio Xavier Cançado

IX Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 09 a 14 de novembro de 1991
  • São Paulo – SP
  • Presidente:: Dr. Marcos Smith Ângulo

VIII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 05 a 10 de novembro de 1988
  • São Paulo – SP
  • Presidente: Dr. Marcos Smith Angulo

VII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 22 a 26 de setembro de 1985
  • Rio de Janeiro – RJ
  • Presidente: Dr. Paulo César Affonso Ferreira

VI Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • outubro de 1982
  • Belo Horizonte – MG
  • Presidente: Dr. Flávio Aluízio Xavier Cançado

V Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • novembro de 1979
  • Salvador–BA
  • Presidente: Dr. Antônio Carlos Silva Santos

IV Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • maio de 1976
  • Porto Alegre – RS
  • Presidente: Dr. Prof. Álvaro Barcellos Ferreira

III Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 04 a 08 de novembro de 1973
  • Rio de Janeiro – RJ
  • Presidente: Dr. Frederico Alberto de Azevedo Gomes

II Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • maio de 1971
  • Porto Alegre – RS
  • Presidente: Dr. Álvaro Barcellos Ferreira

I Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

  • 28 a 31 de maio de 1969
  • Rio de Janeiro – RJ
  • Presidente: Dr. Raul Penido
Ano Estadual
2012
Maranhão
2012
Alagoas
2013
Mato Grosso
1988
Mato Grosso do Sul
1981
Espírito Santo
1981
Rio Grande do Norte (inativa)
1980
Paraná
1980
Santa Catarina
1980
Goiás
1980
Distrito Federal
1979
Paraíba
1979
Sergipe (inativa)
1978
Pará
1976
São Paulo
1976
Pernambuco
1973
Minas Gerais
1973
Rio de Janeiro
1971
Bahia
1971
Ceará
1968
Rio Grande do Sul

Presidentes e 2º vice-presidentes

2018 – 2020 (atual diretoria)

Presidente: Dr. Carlos André Uehara (SP)
2º Vice Presidente:Dra. Vania Beatriz Herédia (RS)


2016 a 2018

Presidente: Dr. José Elias Soares Pinheiro (RJ)
2º Vice Presidente: Dra. Claudia Fló (SP)


2014 a 2016

Presidente: Dr. João Bastos Freire Neto (CE)
2º Vice-presidente: Dra. Maria Angélica Sanchez (RJ)


2012 a 2014

Presidente: Dra. Nezilour Lobato Rodrigues (PA)
2º Vice-presidente: Mariana Asmar Alencar Collares (MG)


2010 a 2012

Presidente: Dra. Silvia Regina Mendes Pereira (RJ)
2º Vice-presidente: Profa. Eliane Jost Blessmann (RS)


2008 a 2010

Presidente: Dr. João Carlos Barbosa Machado (MG)
2º Vice-presidente: Profa. Myrian Spínola Najas (SP)


2006 a 2008

Presidente: Dra. Marianela Flores de Heckman (RS)
2º Vice-presidente: Profa. Jussara Rauth da Costa (RS)


2004 a 2006

Presidente: Dra. Elisa Franco de Assis Costa (GO)
2º Vice-presidente: Profa. Dra. Tereza Bilton (SP)


2002 a 2004

Presidente: Dr. Adriano Gordilho (BA)
2º Vice-presidente: Profa. Margarida Santos (PE)


2000 a 2002

Presidente: Dra. Elizabete Viana de Freitas (RJ)
2º Vice-presidente: Profa. Sônia Maria da Rocha (RJ)


1997 a 2000

Presidente: Dr. Renato Maia Guimarães (DF)
2º Vice-presidente: Profa. Laura Machado (RJ)


1994 a 1997

Presidente: Dr. Norton Sayeg (SP)
2º Vice-presidente: Profa. Zally Vasconcelos Queiroz (SP)


1994

Presidente: Dr. Renato Maia Guimarães (DF)
2º Vice-presidente: Profa. Dra. Sumaya C. de Figueiredo (MG)


1991 a 1994

Presidente: Dr. Frederico Azevedo Gomes (RJ)
2º Vice-presidente: Profa. Maria Auxiliadora C. Ferrari (SP)


1988 a 1991

Presidente: Dr. Marcos Smith Ângulo (SP)
2º Vice-presidente: Profa. Maria Auxiliadora C. Ferrari (SP)


1985 a 1988

Presidente: Dr. Marcos Smith Ângulo (SP) 2º Vice-presidente: Profa. Maria Auxiliadora C. Ferrari (SP)


1982 a 1985

Presidente: Dr. Paulo César A. Ferreira (RJ)


1979 a 1982

Presidente: Dr. Flávio Aluízio Xavier Cançado (MG)


1976 a 1979

Presidente: Dr. Antonio Carlos Silva Santos (BA)


1973 a 1976

Presidente: Dr. Álvaro Barcellos Ferreira (RS)


1972 a 1973

Presidente: Dr. Frederico Azevedo Gomes (RJ)


1968 a 1972

Presidente: Dr. Raul Penido Filho (BA)


1965 a 1968

Presidente: Dr. Paulo Celso Uchôa Cavalcante (RJ)


1961 a 1965 (1ª diretoria)

Presidente: Dr. Deolindo Augusto N. Couto (RJ)