Menu
Filiada à:
Menu

SBGG no Jornal das Dez (GloboNews) para falar sobre violência contra o idoso

Dados alarmantes do Disque 100 revelam o crescimento do número de denúncias de violações de direitos humanos contra os idosos. O ano de 2020 marcou o maior índice registrado de denúncias de violência de toda a série histórica no Brasil, em 2020, foram 77.182 denúncias, o que representa 210 queixas por dia.

O isolamento social acaba por expor essas agressões, pois coloca o idoso e o agressor sob o mesmo teto por um maior período de tempo. Na maior parte dos casos a violência contra os idosos acontece por aqueles que deveriam cuidar deles, segundo dados do Disque 100, 54% dos casos de violência ocorrem no local onde vivem a vítima e o agressor.

Os dados atualizados de 2021 continuam a mostrar o crescimento dos casos, em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, as denúncias cresceram 3%.

Os dados foram divulgados no Jornal das Dez da GloboNews no último domingo, dia 25 de abril, com participação de Vania Herédia, Presidente do Departamento de Gerontologia da SBGG. “A agressão acontece no próprio lar e os principais responsáveis são os filhos e os netos, e ali revelam uma violência oculta”, fala a presidente do departamento de Gerontologia: “Viver com o agressor significa abalar a própria saúde mental do idoso, porque ele não tem como sair daquele espaço que é muitas vezes dele mesmo”. A especialista ainda comentou como os idosos são responsáveis financeiramente por muitos desses lares e acabam ficando como reféns da família em sua própria casa.

As denúncias
Segundo dados do governo federal, a maior parte das denúncias não chega às autoridades e apenas 25% das denúncias obtêm respostas da assistência social e apenas 10% tiveram retorno da polícia.

Para assistir à matéria completa, clique aqui