Menu
Filiada à:
Menu

Prevenção ao suicídio de idosos

A campanha do setembro amarelo é marcada para este mês, porque hoje, dia 10, é memorado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

E segundo os últimos dados do Ministério da Saúde, divulgados em 2017, houve uma alta na taxa de suicídio entre idosos com mais de 70 anos.

De acordo com o levantamento, nesta faixa etária, há uma média de 8,9 mortes em decorrência de suicídio por 100 mil indivíduos. Sendo que a média nacional é de 5,5 por 100 mil.

Esses números levantam alguns grandes questionamentos: por que os idosos estão tirando a própria vida? Como fazer para evitar isso?

Sinais de que há algo errado



Em muitos casos, os idosos demonstram alguns traços de que estão com tendências suicidas, entretanto, muitas vezes eles são ignorados e considerados até mesmo como “frescuras”.

Por isso, é vital que qualquer mínima mudança de comportamento seja considerada como importante e investigada.

É comum que verbalizem, inclusive, frases que demonstrem o quão se sentem sozinhos, e até sem utilidade, como: “ninguém precisa de mim”, “não quero incomodar”, “o meu propósito era ver os meus filhos bem, e isso já consegui”, e “estou cansado de viver”.

Além do mais, comportamentos que apontem desinteresse por atividades que antes gostavam, também devem acender um alerta. Além disso, descuido com a alimentação, medicamentos e aparência são sinais de que algo não está bem.

Outro ponto que deve ser observado, tem a ver com o patrimônio do indivíduo. Caso ele comece, sem motivos, a distribuir seus bens é importante ficar de olho.

Motivos comuns que podem levar ao suicídio

Para realizar a prevenção ao suicídio de idosos é importante que sejam entendidos os possíveis motivos que possam levá-los a isso.

A falta de acesso à uma saúde digna e a recursos financeiros de qualidade podem ser as primeiras razões.

Com o avanço da idade, muitos idosos passam a se sentir sozinhos e abandonados, e ainda podem sofrer diferentes tipos de violência, como a violência patrimonial, fazendo com que eles prefiram chegar ao fim da vida.

Como fazer a prevenção ao suicídio

setembro amarelo

Para realizar a devida prevenção ao suicídio, é necessário, antes de mais nada, estar atento ao comportamento do idoso, conforme já apontamos anteriormente.

Ao perceber que algo está errado, é fundamental conversar com ele, se colocar à disposição e mostrar o quanto não está sozinho.

Tente entender como surgiu esse sentimento, e converse com ele para indicar que passe com um profissional especializado, como um terapeuta. Assim, ele poderá conversar com alguém que o entenderá, e sem o medo de ser julgado.

Há psicólogos especializados em gerontologia, que saberão tratar do que ele sente da melhor forma!