Se esse é seu primeiro acesso, clique aqui. Esqueci minha senha

Posicionamento da SBGG sobre a indicação e prescrição de canabinoide para tratamento do Alzheimer

04/11/2019

A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) posiciona-se de forma CONTRÁRIA à indicação e prescrição de Canabidiol (CBD) ou qualquer derivado canabinoide para tratamento da Doença de Alzheimer ou das alterações de comportamento relacionadas a ela. Até o presente momento, não há qualquer evidência científica oriunda de estudo clínico robusto que sustente tal indicação ou que tenha avaliado seus potenciais riscos e efeitos colaterais em idosos portadores da Doença de Alzheimer.

Atualmente, por regulamentação do Conselho Federal de Medicina (Resolução 2.113/14), o uso compassivo do CBD somente é permitido em crianças e adolescentes com epilepsia refratária (Leia mais aqui).

A SBGG acompanha atentamente a evolução da ciência com a esperança de que novas perspectivas de tratamento surjam. Todavia, ressalta que se deve ter cautela com experimentações de novas condutas em cenários que não os de pesquisa, principalmente em indivíduos vulneráveis, como os acometidos pela Doença de Alzheimer.

 

Veja, também:

Especialistas debatem potencial de canabinoides na saúde do idoso

 

iTarget

iTarget