Orientações quanto à dose de reforço contra Covid-19 e imunização contra influenza

O Ministério da Saúde confirmou a recomendação da aplicação da quarta dose (de reforço) para pessoas idosas a partir de 80 anos, com intervalo mínimo de quatro meses entre as doses.

A aplicação do reforço pode ocorrer simultaneamente com a da Influenza, que começa oficialmente na próxima segunda-feira, dia 4 de abril, para pessoas com mais de 60 anos de idade.

A SBGG, por meio da Comissão de Imunização, elaborou um documento com as principais orientações para a aplicação das imunizações da Covid-19 e Influenza nas pessoas idosas, que pode ser acessado na íntegra no site. Veja os principais pontos:

• A imunização contra a Influenza é trivalente e composta pelos vírus H1N1, a cepa B e o H3N2, do subtipo Darwin, que causou os surtos localizados de gripe no final do ano passado, e pode ser tomada em conjunto com a da Covid-19.

• As pessoas podem aproveitar a ida até a unidade de saúde para imunizar-se contra a Influenza e também tomar a dose contra a Covid-19. Vale lembrar que mais de um terço do público acima de 80 anos de idade não tomou a terceira dose contra a Covid-19.

• As vacinas poderão ser administradas de maneira simultânea com as demais doses ou em qualquer intervalo.

• Cada vacina deve ser administrada em um grupo muscular diferente. No entanto, caso necessário, é possível a administração de mais de uma vacina em um mesmo grupo muscular, respeitando a distância de 2,5 cm entre uma e outra, para permitir diferenciar eventuais eventos adversos locais.

Leia aqui o documento completo da Comissão sobre a dose de reforço contra Covid-19 e imunização contra influenza.