Se esse é seu primeiro acesso, clique aqui. Esqueci minha senha

Diferenças entre tristeza e depressão

Tristeza e depressão são iguais? Não. Tristeza é um sentimento, afeto. A tristeza diante de uma perda significativa – que tanto pode ser de alguém amado quanto de natureza ideal – pode sinalizar que estamos em trabalho de luto. O luto é saudável, normal e permite que possamos, ao final do mesmo, realizar novos investimentos e projetos de vida. Em nossa época há pouca tolerância à dor do próximo, bem como poucas balizas para o trabalho de luto. Há cada vez menos ritos fúnebres, por exemplo, o que dificulta que o sujeito enlutado possa avançar na necessária elaboração a que é convocado quando submetido a uma perda significativa. A ausência deste importante trabalho de elaboração pode confinar alguém em um estado depressivo que deve ser diferenciado da Depressão, que requer tratamento específico.

Depressão é uma situação de adoecimento. Temos uma tristeza que não melhora, um vazio que persiste. Sentimos falta de vontade de fazer coisas que antes nos davam prazer. Há uma alteração no sono: dorme-se pouco ou muito. O apetite se modifica: podemos ter falta de apetite e emagrecer, bem como aumento do apetite. Ficamos mais lentos, com sensação de cansaço sem razão, nos falta energia, podemos ficar agitados, inquietos. Podemos ainda ter a sensação de inutilidade e culpa e pode-se pensar, com frequência, na morte. A dificuldade de concentração pode levar a um certo esquecimento e lentificação do pensamento. Isto ocorre por pelo menos duas semanas, todos os dias, e causa um comprometimento na interação social e nas atividades de trabalho. A depressão tem uma alta prevalência entre idosos, e deve ser diagnosticada e abordada, de forma correta, pelo médico. Seu tratamento envolve terapia e/ou o uso de medicamentos. É importante a aderência ao tratamento já que este é longo a fim de se obter cura e melhora da qualidade de vida.

Dra. Glória Maria Castilho (RJ)
Psicóloga/ Coordenadora do Programa de Residência em Saúde do Idoso – NAI/UnATI/HUPE/UERJ

Luciana Branco da Motta (RJ)
Médica Especialista em Geriatria / Coordenadora do Programa de Residência em Geriatria – NAI/UnATI/HUPE/UERJ



iTarget

iTarget