Menu
Filiada à:
Menu

Década de envelhecimento saudável: relatório de base da OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou o Relatório Base para a Década do Envelhecimento Saudável 2021-2030, que aborda cinco questões principais:

– Preparação para uma década saudável.

– Onde estamos agora – o status global do envelhecimento saudável.

– Que melhorias podemos esperar até 2030?

– Como podemos melhorar até 2030?

– Uma década de ação.

Segundo a OMS, pelo menos 142 milhões de idosos em todo o mundo não conseguem atender às suas necessidades básicas. Otimizar a capacidade funcional é a chave para um envelhecimento saudável.

As ações devem ser aceleradas para ter um impacto mensurável nas pessoas idosas até 2030 e os idosos devem estar envolvidos em todas as fases.

Envelhecimento saudável é “o processo de desenvolver e manter a capacidade funcional que possibilita o bem-estar na velhice”, segundo a Organização.

Para a preparação para uma década saudável para os idosos, a OMS incluiu na capacidade funcional:

1) capacidade de atender às necessidades básicas;

2) capacidade de aprender, crescer e tomar decisões;

3) mobilidade;

4) capacidade de construir e manter relacionamentos;

5) capacidade de contribuir.

No quesito número dois, onde estamos agora, a OMS avaliou que cerca de 14% das pessoas mais velhas na análise mostraram ser incapazes de atender às suas necessidades básicas – ou seja, dentro de seu ambiente, eles não podem se vestir sozinhos, pegar e pegar suas próprias medicações ou administrar seu próprio dinheiro, contas ou finanças.

Segundo o relatório as melhorias que podem ser esperadas até 2030 é continuar com o progresso que aconteceu entre 2018 e 2020, e focar em mais dados comparáveis, avaliação de programas e novas tecnologias podem nos ajudar a responder às necessidades e expectativas dos idosos.

Para alcançar as metas até 2030 são necessários novos estudos com pesquisas em vários países e disciplinas envolvendo pessoas idosas. O conhecimento de uma variedade de partes interessadas, incluindo a sociedade civil, preencherá lacunas e fornecerá novas percepções para acelerar a ação.

A otimização da capacidade funcional e a aceleração do impacto mensurável na vida dos idosos – os principais impulsos da Década – também estão vinculados às metas de Triplo Bilhão da OMS:

1) mais um bilhão de pessoas se beneficiando da cobertura universal de saúde; 2) um bilhão de pessoas a mais protegidas de emergências de saúde; 3) mais um bilhão de pessoas com melhor saúde e bem-estar.

As próximas etapas visam aumentar a visibilidade dos idosos dentro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e apoiarão os países no monitoramento do Envelhecimento Saudável. A OMS irá compilar relatórios de progresso em 2023, 2026 e 2029.

Para ler o relatório completo, acesse: https://www.who.int/publications/m/item/decade-of-healthy-ageing-baseline-report#.