Menu
Filiada à:
Menu

Brasil ultrapassa 100 mil óbitos por COVID-19 – idosos são 75% das vítimas

O Brasil ultrapassou a marca sombria de 100 mil mortes por COVID-19, onde 75% das vítimas eram idosos, cinco meses após o primeiro caso relatado, o país não mostrou sinais de esmagamento da doença, e traz uma grande mensagem para todos: é necessário continuar com as ações de prevenção.

Com o posto de segundo em número absoluto de mortes e nono em taxa de óbito por habitantes, o país tem cerca de 47 vítimas por 100 mil pessoas. De acordo com o Ministério da Saúde, 196 profissionais da saúde foram a óbito.

O coronavírus segue presente e continuar se precavendo é o único meio para evitar a evolução do número de óbitos no Brasil. Por isso, não esqueça, vista a máscara sempre que precisar sair de casa. Leve com você uma máscara reserva, já que seu tempo de uso é de 2 horas. Leve também uma sacola para guardar a máscara, caso seja preciso trocar. Importante evitar tocar ou ajustar a máscara, enquanto a estiver usando.

Apesar de muitas cidades brasileiras já flexibilizaram as medidas de isolamento, o distanciamento social segue fundamental, bem como as medidas de higiene orientadas pelo Ministério da Saúde.

Hoje, são mais de 100 mil vidas, pessoas que tinham um nome, uma profissão, planos e sonhos. São 100 mil vidas que deixam sua marca no mundo e na vida de outras pessoas.

A SBGG se solidariza com as famílias dos mais de 100 mil mortos pela COVID-19 e continua atenta às ações que possam minimizar as perdas das famílias brasileiras.