Se esse é seu primeiro acesso, clique aqui. Esqueci minha senha

Como obter?

O Título de Especialista em Geriatria é concedido pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia aos médicos aprovados no Concurso de Título de Especialista em Geriatria, com normas determinadas pela Associação Médica Brasileira. O Concurso é composto por provas teórica e prática, além de análise curricular.

O Título de Especialista em Gerontologia é concedido pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia aos profissionais aprovados no Concurso de Título de Especialista em Gerontologia (CTEGO), com normas determinadas em edital elaborado pela SBGG. No caso da titulação dos fonoaudiólogos, as normas foram estabelecidas em conformidade com a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia e o Conselho Federal de Fonoaudiologia.

O Concurso é composto por provas teórica (conteúdo totalmente gerontológico) e prática (soluções de casos clínicos em situações que permitirão avaliar se o candidato é capaz de tomar decisões com base nos pilares que sustentam o fazer gerontológico). Além disso, haverá a análise curricular com o objetivo de avaliar a trajetória no âmbito da assistência, ensino e pesquisa na área do envelhecimento humano. Excepcionalmente na prova para os fonoaudiólogos, por determinação da Sociedade de Fonoaudiologia e do Conselho Federal de Fonoaudiologia, haverá prova com conteúdos específicos de fonoaudiologia.

É pré-requisito para inscrição no Concurso de Título de Especialista em Gerontologia, a conclusão em curso de especialização na área do envelhecimento humano.

Para efeito de computação do tempo, atividades realizadas em mais de um serviço serão consideradas, desde que preencham as condições descritas neste documento e totalizem no mínimo quatro anos de treinamento.

As Atividades de Educação Continuada, por sua vez, agregam pontos ao currículo do candidato, mas somente se forem devidamente comprovadas.

Para garantir que os eventos científicos considerados válidos para pontuação atendam a critérios mínimos de qualidade organizacional, é necessário que seus idealizadores submetam o programa científico à avaliação da Comissão de Formação Profissional e Cadastro previamente à formalização do cadastro na Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

iTarget

iTarget