Se esse é seu primeiro acesso, clique aqui. Esqueci minha senha

Pesquisadores estudam mapeamento genético em idosos e descobrem 207 mil novas mutações

31/07/2017

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) realizam o maior mapeamento genético de idosos saudáveis da América Latina. Inicialmente, o estudo descobriu 207 mil mutações genéticas em idosos da cidade de São Paulo. A pesquisa é realizada pelo Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco da USP, que disponibilizará os resultados para a criação de um banco de dados.

O estudo poderá ser usado para a análise de mutações genéticas que oferecem riscos ou proteção à saúde da população idosa. Saiba mais: http://bit.ly/2uI23Ad

iTarget

iTarget