Se esse é seu primeiro acesso, clique aqui. Esqueci minha senha

Evento da SBGG-RJ celebrou diversidade étnico-racial

04/12/2017

Em 28 de novembro, aconteceu no Colégio Pedro II – Campus São Cristovão, no Rio de Janeiro, o evento “Diversidade, Solidariedade e Envelhecimento – Consciência Negra”, desdobramento do GeriatRio 2017 sob a temática da diversidade étnico-racial.

O evento, que foi um sucesso, incluiu atividades culturais e acadêmicas, e foi desenhado com a proposta de revisitar cursos de vida. Dessa forma, foi apresentado um documentário que conta a vida da escritora Carolina Maria de Jesus e foram narradas histórias de valorização da cultura negra, por Pituka Nirobe.

Os idosos presentes também tiveram a oportunidade de assistir palestras com temas como superações de dificuldades, apresentada por Heloiza Souza, Jorge Collin e Ivone Paulo e diversidade e envelhecimento, apresentada por Vanda Ferreira, professora com especificidade em História da África, Cultura Afrobrasileira e Direitos Humanos pela equidade de gênero, raça e diversidade.

Na programação cultural, se apresentaram a coordenadora de Dança da Faculdade de Dança Angel Viana, Ana Bevilaqua e seus bailarinos do Grupo NECC Negro Cristiane Novaes, Lais Salgueiro e Raphael Silva. Além disso, a bailarina Flavinny Oliveira apresentou a dança “A Carne”.

Representando o Colégio Pedro II, estiveram presentes o Coordenador do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros, Osmar Soares, a Pró-Reitora do PROPGPEC, Marcia Martins e a Diretora de Extensão, Martha Yvonne de Almeida.

Elisa Monteiro representou a ILC-Brazil e Christine Abdalla, gestora da ILPI Vila do Sol, foi uma das organizadoras. Dos membros da SBGG-RJ, fizeram parte do evento Ligia PY, do Conselho Consultivo Pleno, Mirian Moreira, do Conselho Gerontologia, Almir Oliva e Carolina Rabellato, da Comissão Científica e Sandra Rabello, da Defesa Profissional.

“Abre-se um novo olhar para a vida acadêmica quando se destaca a necessidade de melhoria da qualidade de vida em um contexto de desigualdades sociais por raça e etnicidade”, afirma Márli Borborema, presidente do departamento de Gerontologia da SBGG-RJ.

iTarget

iTarget